Como o ômega 3 ajuda a emagrecer?

Além de proteger o sistema cardiovascular e combater inflamações, o ômega 3 ajuda a perder peso, se tornando um verdadeiro aliado da boa saúde e da redução de medidas.

O ômega 3 traz diversos benefícios para o organismo. Ele atua controlando o colesterol, a produção de hormônios, compõe a membrana celular, é um anti-inflamatório, entre outras funções.

Como se não bastasse isso, esse nutriente também está relacionado à perda de peso.

Mesmo o emagrecimento não sendo suas principais funções, o ômega 3 pode sim auxiliar nesse processo.

O ômega 3 original ajuda a emagrecer de forma indireta, pois seu efeito está relacionado principalmente em reduzir a síndrome metabólica, ou seja, as doenças secundárias a obesidade.

A síndrome metabólica envolve uma série de condições, como níveis elevados de colesterol, pressão alta, resistência à insulina, diabetes. Todos esses sintomas aumentam o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral (AVC).

Vários estudos apontam que pessoas com excesso de peso estão com seu organismo inflamado.

Conforme sabemos, o ômega-3 possui um ótimo potencial anti-inflamatório, podendo assim, melhorar o funcionamento do metabolismo e facilitar a perda de peso.

Porém, não somente o efeito anti-inflamatório do ômega 3 que ajuda a emagrecer.

O ômega 3 também é capaz de ativar uma proteína chamada PPAR-gama, a qual melhora a ação da insulina nas células.

Em um estudo realizado, descobriu-se que o ômega 3 pode auxiliar na  regulação dos níveis de leptina, favorecendo o controle do apetite.

Seu efeito na perda de peso pode ter ligação também com o ativamento de enzimas que aceleram a queima de gordura.

Em resumo, o ômega 3 ajuda a emagrecer pois:

  • diminui a inflamação do organismo
  • ajuda na redução do colesterol e triglicérides
  • controla o apetite
  • melhora a ação da insulina
  • potencializa a queima de gordura

Conforme estudo publicado na revista internacional de obesidade, a suplementação com ômega 3 aumenta o gasto calórico diário.

Dois grupos consumiram a mesma dieta, sendo que um dele tomou 8 cápsulas de ômega 3 por dia, na proporção de 2 pela manhã, 3 no almoço e 3 no jantar.

O resultado mostrou que o grupo que tomou ômega 3 queimou cerca de 26% a mais de gordura do que o outro grupo que não estava tomando ômega 3.

Outro estudo, dessa vez realizado pela Universidade do Sul da Austrália, verificou o efeito do consumo de ômega 3 em conjunto com exercícios aeróbicos e concluiu que aqueles que tomaram doses de ômega-3 perderam mais peso, em especial no abdômen do que o grupo que não tomou.

Como tomar o ômega 3 para emagrecer?

O ômega 3 é uma gordura boa que ajuda a perder peso e reduzir medidas. Dessa forma, seu consumo é indicado comocomplementar para indivíduos com excesso de peso, obesos, ou até mesmo aqueles que desejam enxugar apenas alguns quilinhos.

Alguns alimentos são ricos em ômega 3, como os peixes, principalmente o salmão, cavala, truta, sardinha e arenque. De fontes vegetais temos a linhaça, chia e azeite de oliva.

Incluir estes alimentos nas refeições entre duas a três vezes por semana já é o suficiente para oferecer boas quantidades.

Outra opção são os suplementos de ômega 3, que na forma de cápsulas facilitam a ingesta a qualquer hora do dia e lugar.

Porém, para o ômega 3 fazer o efeito desejado e trazer de fato vantagens, é preciso que ele seja de qualidade.

Certifique-se de adquirir um óleo de peixe livre de impurezas e substâncias potencialmente tóxicas, tais como metais pesados e pesticidas.

Verifique a concentração de EPA e DHA no produto, uma vez que estes ativos proporcionam os benefícios para o organismo. Prefira um produto concentrado, isso que dizer que uma ótima quantidade por porção.

Para escolher o melhor suplemento de ômega 3 o preço é importante mas não é determinante.

Desconfie de produtos comercializados com preços muito abaixo do mercado, eles podem não conter quantidades suficientes de EPA e DHA. Por outro lado, preço elevado também não é garantia de qualidade.

Busque por uma empresa de qualidade comprovada, responsável e com um bom custo x benefício.

De modo geral, a recomendação diária de ômega 3 é de 1 a 4 gramas, porém, esta pode variar de acordo com idade, sexo e estado de saúde. Portanto, o ideal é procurar a orientação médica para saber a quantidade ideal de ômega 3 para o seu caso.

Quanto tempo dura o efeito do ômega 3?

Para alcançar os níveis ideias de EPA e DHA e mantê-los, é importante consumir diariamente a quantidade recomendada do suplemento de óleo de peixe.

Diferente de um medicamento, o efeito do óleo natural no organismo, como é o caso do ômega 3, não é imediato e pode variar de acordo com a resposta individual do organismo de cada pessoa.

Portanto, o ideal é fazer uso do suplemento de ômega 3 como um auxiliar na prevenção de doenças, assim como auxiliar secundário na perda de peso.

Ou seja, para efeitos de emagrecimento, o ômega 3 sozinho não irá resolver. Para promover a perda de peso, o recomendado é combiná-lo a uma dieta equilibrada e exercícios físicos.

O estado de saúde geral de uma pessoa pode interferir na rapidez dos efeitos do ômega 3, assim como o óleo de peixe utilizado.

Os níveis sanguíneos de Ômega-3 aumentam em proporção à dose e tempo de consumo do óleo de peixe.

Em alguns casos os níveis sanguíneos ideais podem ser alcançados cerca de um mês após a suplementação, porém, este nível tende a levar mais tempo para aumentar em órgãos como cérebro e coração.


De forma geral, estima-se que sejam necessários 120 dias de consumo de suplemento de ômega 3 para começar a sentir os efeitos do nutriente.

Conclusão

Estudos recentes mostraram mais um dos vários benefícios do ômega 3 pode, que é ajudar no emagrecimento. Embora ainda mais estudos sejam necessários para conhecer toda a ação da substancia no processo, sabe-se que ele pode controlar o apetite, favorecer a ação da insulina e reduzir a inflamação crônica que acontece no excesso de peso.

No entanto, para que a perda de peso aconteça de fato é fundamental associá-lo a uma dieta balanceada, com poucas calorias e a prática de atividades físicas regulares.

Tags: | |

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.